Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim Voltar ao poema original      


Sem Pano de Fundo

Eu comecei por mim mesmo,
mas em algum lugar do meu caminho eu comecei a desconfiar que eu estava perdido,
e que eu estava precisando de um ambiente.

Então, eu comecei a criar um, e foi difícil,
e isso fez com que eu me perdesse ainda mais,
entretanto, no final, eu consegui o que queria.

Então, eu comecei a me sentir desconfortável com o ambiente em que estava,
a me sentir censurado, sob pressão, improdutivo.
Eu ainda estava perdido, mas bem pior do que antes.

Então, eu comecei a suspeitar de que eu estava errado sobre as minhas necessidades,
e tudo que eu precisava era fazer por mim mesmo o que eu sempre fiz.

Então, eu comecei a voltar pelo longo caminho que eu segui até aqui,
e foi bom.
Foi bom me sentir desse jeito de novo,
foi como aqueles clichês de identidade.

Agora, não há nenhum pano de fundo me espionando.
Oh, querido leitor, como eu pude viver sem isso?


(Júlio B.)
www.000webhost.com