Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Demeter

Imaginação.
Quando o concreto da realidade me oprime,
floresço entre frestas abertas por tantos desejos reprimidos.
Imagino até felicidade.
Escrevo sorrisos e beijos.
Celebro todos os tipos de desejos,
até mesmo os incomuns, como os meus sempre são.
Acredito em ateus.
Acredito em ser humano.
Sou humano.
Fértil e mortal.
Ainda me aqueço em desejos que ardem.
Enfrento invernos e infernos com o mesmo objetivo.
Crio caminhos alternativos quando a estrada principal é proibida.
Sempre há uma saída.
Se não houver, pinto uma com pincéis que eu mesmo crio.
E dou retoques com alegrias que eu mesmo invento.
E continuo a procurar um sentimento que eu mesmo fiz de meta.
Fiz de conta, pra fugir da linha reta.
Círculos e cores e todas as melodias.
Cultivo exagerado apreço por tudo o que fiz.
Crio tudo o que as circunstâncias me privam
na velha tentativa de ser feliz.


(Júlio B.)
www.000webhost.com