Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Héstia

Cada segundo é uma dor latente.
A ferida, permanente, não cicatriza.
O tempo é meu maior algoz.
Veloz e implacável.
Sempre mais velho, admito minha derrota.
Talvez não seja agora, mas fatalmente ela chegará.
Equilibro-me vivo,
mas me perco em todos os outros juízos.
Tento tudo o que o tempo ainda não compeliu em cinzas.
Desejo o que o tempo ainda não deixou pra trás.
Acredito em lápides de descanse em paz,
mas deixe a minha pra bem adiante.
Só não me esqueço de nossa finitude.
A juventude esvai-se entre os instantes.
Cada instante é um agridoce prazer prestes a acabar.
O tempo é fogo que transforma tudo em cinzas passadas.
E eu me sinto tão cinza.
Incendiado por inimigo incansável.
Mais maduro e menos amável.
Mais perto da morte,
e tão mais distante dos meus sonhos.


(Júlio B.)
www.000webhost.com