Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Uma Poesia Para Tudo Que É Incompreendido

Quando os sonhos não estarão mais tão distantes?
Quando as chances serão mais justas?
E para todos?
Quando?

Quando as pessoas serão boas e sensíveis
e a bondade no coração será o que nos pode nos salvar?
Quando?

Eu não escolhi nada
e ainda assim tenho de arcar com as consequências.
Destros e canhotos também não tiveram escolha,
mas no caso deles é mais compreensível, não é?

Que raios de modernidade é essa?
Todos se acham tão esclarecidos,
aposto que até riem quando lêem um poema sobre incompreensão!
Hoje em dia é tudo tão liberado, dizem...

Mas em toda esquina,
em todo noticiário, em toda rodinha de amigos, em todo lugar
a intolerância ainda pode ser vista,
a violência, a complacência,
a necessidade de encaixar toda a diversidade
em padrões já existentes.

E pra quê?
Por que é tão importante impor as próprias crenças sobre as alheias?
O que se ganha com isso?
Com tanta incompreensão?
Dorme-se melhor à noite assim, sendo o dono da razão?


(Júlio B.)
www.000webhost.com