Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Chuvas De Desejos Proibidos

Olho pela minha janela e vejo a chuva.
Sinto em mim uma diferença.
Olho o clima alterado, a paisagem molhada.
Sinto uma enorme vontade de estar acompanhado...

Olho e nunca é para mim.
Quase nada do que desejo é realmente para mim.
Vivo em privações.
Sinto o cheiro da chuva...

Fico na janela, vendo tantas vidas no mundo.
Fico trancado em mim por desejar o que as pessoas não entenderiam.
Não saio na chuva porque não permitiriam me molhar em tais sentimentos.
Apenas fantasio enquanto ouço o barulho dos pingos de possibilidades.

Já enfrentei granisos e ventos...
As mais fortes tempestades... ainda resisto e aqui estou.
Ligo o som e aumento bastante o volume.
Qualquer mídia, toca alto o Rock And Roll, yeah!

Toca o chão a gota de tão alto arremessada.
Respinga.
Tento não me deprimir...
Mas inclusive o tempo parece conspirar para isso.


(Júlio B.)
www.000webhost.com