Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Chuvas De Abril

Nasci e muitos caminhos trilhei.
Nasci e amor nunca encontrei.
Lágrimas, mas nunca a toa.
Mesmo assim, como gotas de chuva.
Chuvas de abril.

Procurei felicidade.
Procurei alguém que quisesse estar ao meu lado.
Quase nunca encontrei.
Quando encontrei, acabou cedo demais.
Em abril.

E agora, não choro.
Apenas acabou.
Nunca tive ilusões sobre eternidade.
Só não esperava que fosse tão rápido.
E acabou.
Abril sozinho.

Sozinho, mais uma vez.
Sozinho, como quase todo o sempre.
Meu coração está encolhido, mas não despedaçado.
Relações vem, relações vão, as lembranças ficam.
Já é abril.

E aqueles olhos que outrora me encantaram, não me querem ver.
Recolho-me à minha solidão.


(Júlio B.)
www.000webhost.com