Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Mais Uma Vez O Acaso

Seria apenas mais uma ordinária manhã de domingo.
Seria apenas mais um dia sem sentimentos verdadeiros...
Mas o acaso insiste em me inquietar.

Entre milhares de pessoas,
na mais improvável circunstância,
eu, que já tinha te visto novamente tempos atrás, te vi.

Não acreditei a princípio.
Mas fatalmente era você.

Eu estava acompanhado,
você também.
Não poderíamos nos falar.
Eu te reconheci em meio à multidão.
Você não, é claro.
Você nunca nem me considerou, eu sei.

Mas o que importa?
Eu te vi de novo.
Platônico, pra variar: eu te contemplei.

Num domingo de carnaval...
No meio da feira hippie da Afonso Pena...
Nós nos conhecemos em outra cidade e cá viemos nos deparar...
É por essas e outras que eu acredito em acaso.

Já perdi o seu rastro uma ou duas vezes...
Mas novamente eu te encontrei sem querer.

Mais uma vez o certeiro acaso nos colocou frente a frente.
E, por isso, o celebro.
E te relembro.


(Júlio B.)
www.000webhost.com