Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Esperança

Triste vida em que o que resta é esperança.
Triste de quem padece nessa dança.
Triste pessoa que é assim.
Triste de mim...

Eu me agarro a esperanças que são só ilusão
e depois quebro a cara e o coração.
Eu sei que eu não deveria,
mas vai que um dia...

Eu deveria mudar, ser mais estatístico,
menos utópico, mais probabilístico,
mas a coceirinha fica sempre lá
a me incomodar!

Esperança: doce sabor amargo sem fim.
Eu sei bem que não tem bom paladar,
mas não tem jeito, quando dou por mim,
estou lá novamente a degustar.


(Júlio B.)
www.000webhost.com