Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Mais Uma Para Fugir Dessa Vidinha

Eu nem sei mais o que faço aqui,
só sei o que quero, e começo a me achar.
Sim, meu lugar não é aqui... mas e daí?
Hoje a noite é um convite a tentar.

A vida está em aberto e eu estou pronto.
Há tempos eu estou, então é só ir lá,
mais uma rodada desse velho confronto,
sem muitas esperanças, mas sem desacreditar.

Sinto que as probabilidades são boas,
mas não falo de amor, falo de aproveitar
o que até hoje não aproveitei; das pessoas
com as quais eu sempre quis ficar.

Minha luta agora é contra o cotidiano,
essa vidinha medíocre que estou a levar.
Foi um risco vir até aqui, quase um engano,
mas agora eu não posso mais voltar!

Preciso descobrir onde dá a toca do coelho.
De frente pro espelho, o vazio é de matar.
Nem futuro nem dinheiro vão me ver de joelhos.
Não, não precisa ser assim, eu posso mudar.


(Júlio B.)
www.000webhost.com