Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Uninspirado

A inspiração x não vem?
Mas quando foi que veio?
Caçadorando pelas ruas,
torpedando nos passeios?

Omito o mito, a música,
a musa me usa da américa.
Extra, extra, vaze a margem,
a Marge, o Homer, homérica.

O semadesáforo não abre,
uninspiração toma conta,
Imagininação se dispersa,
se diz desbarata tonta.

Trocadilhos, troca trilhos,
troca o que for preciso,
premolar, canino, felino,
muda, surda, sem juízo.

A inspiração x não vem?
Mexa-se, shake it, pire.
Leia Shakespeare, baby,
Shakespeare, até que inspire!


(Júlio B.)
www.000webhost.com