Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


O Sangue em Meus Lençóis

O sangue em meus lençóis
me conta mais sobre mim
do que qualquer olhar externo
poderia algum dia supor.
O tremor em minha cama
não é medo, nem virose,
é falta, é ausência,
é o que não está em mim,
mas sim em meus lençóis.
E o que mais poderia ser?
É sangue vertido,
é tempo perdido,
amor não vivido,
lençol colorido de vermelho.
Olho no espelho,
nunca foi pelos outros,
foi por mim mesmo.
O amor que eu dei
foi o amor que eu quis dar,
mas o sangue que derramei,
esse nunca pude controlar.
Onde mesmo seria o adeus?
Nunca houve despedida,
apenas sua partida.
Onde você estava
enquanto eu sagrava?


(Júlio B.)
www.000webhost.com