Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Os Preenchimentos dos Tempos

Preencho com vento,
ou só com pensamento,
o que estiver por dentro
no momento,
pode ser até cimento,
uma porção de coentro,
de vez em quando lamentos,
um pouco dos tormentos,
mas meu temperamento
não é de desalento,
não gasto meus tentos
com todo monstro que enfrento,
guardo-os pros meus intentos,
que são fora daqui cem por cento,
são outra coisa, outros quinhentos,
aqui, apenas preencho o tempo,
com vento,
versos, pensamentos.
Vamos ver até quando aguento.
Por enquanto me sustento,
e não esquento,
apenas tento,
e me sustento.
Os vazios eu afugento
com qualquer tipo de preenchimento.


(Júlio B.)
www.000webhost.com