Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


As Portas das Suas Casas

Eu nunca entrei nas suas casas
sem você abrir a porta pra mim.
Porque eram suas, não minhas.
Sempre foram apenas suas.

Estavam sempre abertas,
mas eu nunca entrei de fato,
porque eu sempre soube
que esse dia chegaria.

Tirei de lá as minhas coisas,
as que eu consegui encontrar.
As outras, guarda pra mim
até um dia desses,
de um futuro que não sabemos como será.

Mas futuro, ah, futuro sempre há.


(Júlio B.)
www.000webhost.com