Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Vestibular

Quando me lembro que a vida não é apenas isso,
quando me lembro que este não é o único caminho...
Quando me lembro, eu sei que não sou muito livre.
Pra alguém com gostos tão excêntricos, até que sigo nos trilhos.

Lá, no mundo além desta acerebração diária,
eu me imagino muito mais capaz, muito mais sagaz.
Eu me projeto em clichês do imaginário adolescente reprimido,
no compasso limitado da minha visão, dos meus desejos,
vejo a gravidade desses anos perdidos por um ângulo agudo.

Sou bem menos certinho do que dariam por um nerd tão estudioso.
Conjugo verbos no infinitivo quando me convém.
Participo dos meus gerúndios também.
Egoísta por princípio, eu não sou muito dado a particípios.
Nem nenhum dos meus sonhos se parece que os ideais burgueses
que todos almejam à minha volta, de casa, carros, famílias.

Sou muito mais paradoxo do que dariam por alguém tão matemático.
Vejo os opostos e eles não me atraem.
Conjugo o plural, mas me acho tão singular.
Eu me misturo a gases nobres, me divido por zero,
eu me arrisco em platonismos.

No entanto, cá me encontro, do lado dos comportados, dos previsíveis.
Mas cuidado! Não me prevejam!
Há tanto que não conto e que vocês não podem ver.
E mesmo o que alguns desconfiam, a obviedade da sexualidade,
bem, não é bem assim.

Onde, em geral, há uma reta ascendente,
em mim há uma hipérbole de ideias e desejos.
Quero ser mais moderno e menos parnasiano.
É frustrante a ideia de ser o garoto bonzinho.
Meus sentimentos me são sinestésicos e tangentes e urgentes.

Eu queria sair destas instituições
e me dedicar ao que realmente me importa.
No entanto, sigo queimando minha glicose em outros esforços,
de modo muito encefálico e pouco cardíaco, e nada romântico.
Não deveria esperar por condições normais de temperatura e pressão
para levar enfim a vida que eu gostaria de levar.

Eu não deveria, mas ainda sigo nos trilhos que todos acham os mais certos.
Os cadarços desamarrados não são suficientes pra justificar autenticidade.
Ser um pré-vestibulando não é desculpa o bastante pra não viver como se gostaria,
mas me resigno às limitações e me preparo pra passar na porra do vestibular.


(Júlio B.)
www.000webhost.com