Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


33

Eis-me aqui,
ainda a seguir,
a procurar,
a buscar saciar
a sede sem fim,
o ardor em mim.

Deixei pra trás
o que não servia mais,
a solidão hostil
que por tantos anos me feriu.
Deixei tudo pra trás.

Trinta e três anos depois,
eis que minha vontade se impôs,
o que era zero virou um, dois,
a carroça no ritmo dos bois,
virou com o vento,
veio em meu alento,
o sol brilhou, a dor se pôs.

A vida começou então.

Dois dias atrás perdi meu irmão,
e quinze anos antes foi meu pai.
Um dia tudo se vai.
Eu irei também,
mas agora sem poréns,
não tenho mais motivos
pois, enfim, eu vivo.


(Júlio B.)
www.000webhost.com