Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


De Lado

Todo dia eu faço tudo sempre igual,
me contorço antes de nove da manhã,
contorno as regras,
encontro as brechas,
faço o que é possível,
os dois de mim fazem,
o que olha pra frente
e o que olha de lado.

O que olha pra frente
garante o que é básico,
o que é necessário,
define a casca, a capa,
sociabiliza, capitaliza,
e limita o contato.

O que olha de lado
cuida do que é gosto,
do que é feito por desejo
e não por necessidade,
do que vai por dentro,
do que é conteúdo,
do que é imaginação
e criatividade.
Cuida da arte.

Assim me equilibro nesse cotidiano,
mesmo que o movimento de virar cabeça o tempo todo
me deixe um pouco zonzo,
minha síndrome vestibular periférica,
que eu enfrento pra poder existir
em minha completude,
os dois de mim enfrentam.

Quando tudo é pré-moldado,
é duro, é vigiado,
controlado,
aí, eu dou um jeito,
invento algo,
olho de lado.


(Júlio B.)
www.000webhost.com