Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Puro Como A Neve

Só uma pequena parte de um contorno
dentro de um ônibus não leva tanto tempo.
Eu acordo de um sonho que não é melhor
do que as pequenas partes dos meus dias
que eu consigo dedicar a mim mesmo.

Queria que essas pequenas partes
fossem maiores, fossem todo o meu dia,
mas é preciso matar um leão por vez,
e tantos já são cadáveres sob o sol
e eu ainda continuo de pé e andando.

Levanto sempre cansado porque o sono
é sempre pouco e sou um tanto louco
pra esquartejar o tempo em trapos,
em trempes, tripas, tropas e trupes,
eu aprendi uns truques com a idade.

Dos dias solitários eu fiz canções,
agora você é fotogênico, eu sei,
puro como a neve, mas há barulhos,
distrações, cores do caos dos problemas,
o banho de domingo pode demorar um pouco.


(Júlio B.)
www.000webhost.com