Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Lítio

A cada nódoa que aparece, a cada mágoa,
imejo a dor em versos pra sair impune.
A cada lágrima que verte e em mim deságua,
injeto uma esperança que me deixa imune.

Sei que apenas invenção não resolve tudo,
mas qualquer alívio é bem vindo nesse caso
em que as bactérias d'alma rompem o escudo
das peles que visto em ida ao Monte Parnaso.

E o que a imaginação não remediar,
deve estar embalada em tarja preta a cura.
Se nem mesmo com isso quiser funcionar,
deixa estar que deve ser apenas loucura.

Mas se algum dia eu não souber mais rimar,
eu me entregarei finalmente à agrura.


(Júlio B.)
www.000webhost.com