Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Na Metade Da Vida (III)

Pela excentricidade de minhas retinas otimistas,
pelo castanho claro de minhas íris egoístas,
eu enxergo a metade como o ápice do começo
e não como o começo do fim.

Agora, é tudo tão claro pra mim!

Antes, eu tinha muito tempo pra escrever
sobre tudo o que me faltava;
e me achava poeta.
Agora, eu consigo ter o que me faltava
e me falta tempo pra escrever sobre isso;
e me acho vivo.


(Júlio B.)
www.000webhost.com