Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Pingando

De quantos pingos é feita a chuva?
Por que eles ficam flutuando lá em cima?
Por que de repente eles caem?

Estou chovendo agora.
Estou ventando.
Há raios e trovões
pra iluminar e ilustrar a minha ansiedade.

Sei que eles estão lá,
mas nem sempre dá pra alcançar.
É preciso esperar,
eu sei, mas como não relampejar?
Só o que posso fazer é pingar...

E pingar, e pingar,
e ficar pingando até o sol brilhar.


(Júlio B.)
www.000webhost.com