Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Sétima-Série

Ah, na sétima-série o mundo era tão menos cruel!
As dores eram outras, e muito mais suportáveis.
Havia certa instabilidade nos sentimentos ao léu,
agora há proibição cega nos sentimentos estáveis.

Ah, havia tanta vida pela frente na sétima-série!
Os sonhos traziam com eles um frescor contagiante,
o corpo não se cansava facilmente na intempérie,
a mente estava aberta pro mundo que viria adiante.

Os olhos eram mais vivos, e nem um pouco cansados.
Os cabelos mais bonitos, a pele nem um pouco enrugada,
os lábios mais vermelhos, os sorrisos escancarados.
Os sonhos ainda intactos, a esperança menos surrada.

Mas não estou mais na sétima-série, o que é uma pena!
Ainda não consegui encontrar o que sempre mais quis,
só a nostalgia de uma alma proibida, mas não pequena...
Lembra como na sétima-série tudo era mais feliz?


(Júlio B.)
www.000webhost.com