Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


O Submisso na Chuva

Vagueia, pobre alma,
que, como a minha,
arde de desejo
nas noites solitárias.
Vagueia pela lama,
pelos mesmos canais
que eu, que tantos mais,
mas cuidado com os sinais
que você deixa pra trás.
Fica muito fácil te rastrear.
Vagueia, voluntária vítima,
apreciador do golpe,
amante da dor.
Você se submete demais.
Um dia acaba encontrando um louco
que tirará de você o reboco
e te deixará com uma mão
na frente e a outra atrás.
E então você o que fará?
Fugirá sozinho e na chuva?


(Júlio B.)
www.000webhost.com