Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Criaturas da Noite

Ó criaturas da noite,
renegadas e malditas,
alívio de almas aflitas,
saboroso é seu açoite.
Ó anjos tortos da noite,
que topam qualquer parada,
delícias da madrugada,
no escuro se revelam
o descuido dos que zelam
da imagem ilibada.


(Júlio B.)
www.000webhost.com