Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Porque Nunca Tive Escolha

Por que é que é assim?
Por que ninguém gosta de mim?
Por que tudo que desejo chega sem se realizar no fim?

Às vezes, até me perco com tanta indagação,
mas não fui eu que decidi viver na escuridão,
suportando o sofrimento dessa solidão.
Para os outros parece que vem tudo na mão,
mas quem já esteve aqui dentro sabe da limitação.

Mas não era assim que eu queria.
Se eu pudesse escolher, seria tudo poesia.
Mas não vejo saídas, só encontro proibição fria.
Não há ouvinte para nada do que eu dizia.
Não há verso que me seja de alegria,
só o inverso do que eu gostaria.

Procuro, procuro, mas nunca encontro beleza.
Somos no fim apenas eu e a tristeza,
selados e amarrados com firmeza,
descontentes um com o outro por natureza.

Por mais que eu queira, sou proibido.
Por mais que eu tente, eu continuo perdido.
Por mais que eu sofra, ninguém sabe, é escondido.
Por mais que eu diga, ninguém ouve, é só um grunhido.

Por que é assim?
Por que sou tão triste assim?

Gosto de fazer sangrar meu coração?
Gosto de me cercar de solidão?
Gosto de me esconder em depressão?
Não, não, não.

O que o resto do mundo não entende no fim
é que as coisas são assim pra mim
porque nunca tive escolha, isso sim!


(Júlio B.)
www.000webhost.com