Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Apagando Incêndios

Não me abandona esta queimação,
por mais que eu sopre onde em mim arde,
por mais que não dê, que seja tarde,
o fogo não sabe que horas são.

Desce pela espinha arranhando,
sobe pelas entranhas queimando,
não dá pra fugir da sensação.

Ao menos comigo sou sincero:
quando eu não posso ter o que quero,
então o que faço é dar alguma vazão
aos meus desejos e seus dispêndios
que preferem cadeiras a camas.

É assim que eu apago os meus incêndios:
distraindo chamas com mais chamas.


(Júlio B.)
www.000webhost.com