Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Primeira Tentativa

Eu acordo tarde, mas não tão tarde quanto durmo (o que ninguém vê).
E durmo tarde pra ter um pouco mais de tempo pras coisas que gosto,
pro que de fato acredito, pro que é meu, é nosso, é criação.
Mas o tempo é sempre tão pouco, o tempo que é pra mim...
Passo os dias disfarçando dores entre analgésicos e homofóbicos,
fingindo que não é comigo,
que uma nova vida pode aparecer na próxima esquina.
E, por vezes, acredito de verdade.
Mas queria poder me dedicar mais a tanta coisa,
é tão desesperador sentir o tempo vencer,
o tempo que sabe bem anestesiar os que ele atropela...
Tantos nem sentem.
Mas lá, onde não tem como nomear,
nem mostrar,
há um ânimo que não se apaga,
que não me deixa vacilar,
que diz que isso tudo ainda valerá!
Por isso, eu continuo em busca,
e continuarei até quando aguentar,
movido por um instinto que não faz sentido
num mundo como este que vivemos, meu amigo,
mas que faz todo o sentido do mundo
ouvindo a sua voz entoar as minhas palavras
no embalo da sua guitarra.


(Júlio B.)
www.000webhost.com