Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Lua Vespertina

Lua vespertina,
por que este olhar sobre mim,
quando você sabe bem
o que é ter estado sempre lá
e ninguém reparado?

Lua vespertina,
por que esta censura
à minha falta de objetividade?
Você, que gira sempre em torno
do que nunca poderá tocar.

Lua vespertina,
eu guardo tão pouco de tudo
que um dia já foi tão importante.
Só lembram de você pela noite,
que fazes aí de dia?
Que faço eu aqui sozinho?


(Júlio B.)
www.000webhost.com