Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Em Busca De Um Dia Perfeito

Sempre tive tantos desejos,
e um deles mais ardente do que tudo que conheço.
Segui em busca dele, por estradas nem sempre fáceis,
quase sempre cansativas e cheias de perigos reais.
Arrisquei minha máscara, mas achei que valia a pena.
Vi objetivos desde o princípio...
Lancei-me aos que era possível,
mas só consegui prêmios de consolação.
Ok, não desanimei.
Segui colhendo um pouco dos frutos do meu talento.
Encontrei travessos e travessuras, os quais segui,
mas fui adiado pelos que extinguem os sonhos.
Adiado é melhor do que proibido.
Não abaixei minha cabeça, segui por outros caminhos.
Passei por onde havia rastros dos sonhos, mas nada consegui.
Segui mais adiante e me vi diante de um caminho diferente,
que levava a mares por mim nunca antes navegados.
O diferente sempre traz medo e insegurança,
mas também traz novidades, novos sonhos, por isso fui.
E lá estava um belo sonho e fui ao seu encontro.
Sim, eu poderia alcançá-lo, poderia realizá-lo,
poderia senti-lo em minhas mãos, se fizesse tudo certo.
Pensei em agarrá-lo logo, antes que ele fugisse,
mas depois achei que deveria saboreá-lo pouco a pouco,
afinal, era tão certo, tão fácil, tão tátil, tão meu...
Lentamente, fui deixando meu prazer se aflorar.
Toquei todas as lisura embaralhadas e as decifrei.
Talhei cada recanto que me foi permitido.
Foi um sonho, um belo sonho, um sonho real.
Mas o tempo é sempre limitado, como tudo na vida.
Então fui embora, de volta aos caminhos conhecidos.
Experimentei a mudança e vi que era boa.
Então, voltava tranquilamente por meu caminho.
Cantava a alegria suscitada pelas lembranças.
Vivia a sedutora sensação de recompensa do esforço.
Sentia-me leve em meus gestos e sorriso.
Escrevi versos de felicidade, voltando pra casa...
Mas de repente vi um outro sonho esplendoroso
ao passar por um caminho que sempre passei,
velha esquina da vida, esquina das oportunidades.
De onde eu estava, parecia o sonho mais encantador!
Cheguei a ter dúvidas se não seria uma armadilha,
mas quanto mais eu me aproximava, mais era belo,
mais eu tinha certeza de que era real e possível.
Era perfeito até demais para um sonho só.
Talvez fosse nem precisasse ser decifrado,
mas de tanto desejá-lo, de tanto persuadi-lo,
de tanto insistir em decifrá-lo, acabei conseguindo.
Não era um sonho dali, era um sonho de mais adiante,
de onde as estradas descem e depois sobem de novo.
Eu me dispus a acompanhar seu ritmo, fosse qual fosse.
Segui caminhos totalmente novos, promissores,
segui embebido pela bela visão do perfeito sonho.
Um sonho que não me foi proibido, nem adiado
nem nada que me fizesse ficar um pouquinho decepcionado.
Transcendeu qualquer conquista anterior.
Foi um lirismo melódico e tátil indescritível.
Decifrei dele o pouco que pude, mas o suficiente.
Suficiente para me fazer saltitar de alegria,
para me fazer acreditar em pureza e esperança.
Então, voltei ao meu caminho de volta.
Como eu estava feliz, estava a ponto de estourar!
Parecia que o mundo estava em minha garganta
e não havia nada que eu pudesse dizer para soltá-lo.
Parecia que gargalhadas e lágrimas se confundiam,
em preces e choros que eu proclamava em gratidão,
em nome da perfeição de tudo o que eu havia conseguido.
Agradeci a mim mesmo por ter tido o empenho
e a coragem de perseguir os meus sonhos,
de procurá-los incansavelmente mesmo nas condições adversas.
Por um instante, quase chorei em pleno caminho de volta.
Já em casa, me deliciei com as lembranças da vitória,
dos sonhos que decifrei deslumbrantemente.
Descansei meu corpo do desgaste físico.
Quis dizer a alguém no mundo o quão feliz eu estava,
quis contar sobre meus grandes feitos,
mas me lembrei que não havia ninguém
com quem eu pudesse compartilhar tais realizações.
Ser um decifrador de sonhos é meu segredo mais bem guardado.
Falo por metáforas, busco analogias, dou todas as dicas,
mas não posso dizer a ninguém o quão sagaz sou nessa busca.
Mas foi um dia tão perfeito, não quero pensar nisso.
Decifrei sonhos tão preciosos, saborosos, singulares.
Era só felicidade dentro de meus sentimentos desgastados.
E podem até dificultar as coisas para mim,
mas meu desejo ardente ninguém vai conseguir apagar.


(Júlio B.)
www.000webhost.com