Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


As Janelas Dos Nossos Dias

Os dias são banhados de luz,
claridade que seduz até os olhos mais desatentos.
Os dias são alento para quem sempre viveu na escuridão.
Os dias são e sempre serão a novidade,
aumentam-nos a idade, aproximam-nos do fim,
sim, há tempos esperamos pela nossa vez.
Contamos mês a mês a chegada do grande dia
que a ansiedade denuncia.
Nossos dias são paredes de telas vazias,
que a ironia quis que tivesse janelas de cores e sabores
dos amores que sempre sonhamos, e agora temos.
Vemos nos espaços de tempo de cada janela
a bela e curta realização do nosso desejo,
rápidos beijos quando surge uma oportunidade.
A vontade era de ficarmos juntos eternamente,
mas prudentemente não comemos todo o bolo,
nenhum de nós é tolo pra tanto,
por enquanto, saboreamos apenas as pequenas fatias
que os dias nos oferecem em janelas de horas.
E agora eu me pergunto por que o inimigo me referencia
com essa peculiaridade do dia, coincidência arredia,
pois o dia é justamente quando temos o que ele proibia...
A velha proibição de outrora, que se arrasta até agora.
Olho e é você lá fora, até noite te levar embora.


(Júlio B.)
www.000webhost.com