Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Até a Chuva, Por Nós, Parou

Parou.
A corrosão parou.
O ciclo vicioso parou.
O ritmo desastroso parou.
A triste sina de desilusões parou.
Tudo parou um instante quando também você quis.
Os olhos úmidos brilharam sobre a contração no nariz.
O coração quase parou ao sentir a possibilidade de ser feliz.
Eu quis, você quis, e apesar dos obstáculos, a gente se encontrou.
E foi mesmo como mágica que um encanto entre nós se criou.
O desejo era recíproco e nossa coragem nos salvou.
O invólucro de proibições ao redor se quebrou.
O mundo que nos recrimina se curvou.
Até a chuva, por nós, parou.
A solidão parou.
Parou.


(Júlio B.)
www.000webhost.com