Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Dina Baby

Nem sempre a empatia é tão grande,
mas com você foi enorme e de primeira,
desde o primeiro anjo, a primeira confidência.
Dina Baby, Dinamárcia,
minha amiga, que falta você nos fará!
Ficará na garganta pra sempre
algo que eu queria te dizer...
O quanto eu sempre gostei de você.
E você estará sempre nas lembranças,
que é onde consigo te encontrar agora,
na iminência desse choro ao lembrar de você.
Guardarei com carinho os bons momentos,
o carnaval fantasiado, a liberdade,
o Pato Fu na rede na varanda,
o "tá, meu bem".
Os filmes, os rolos, os risos.
Os atendimentos.
O seu modo peculiar de tratar a vida.
A sua alegria contagiante.
A atenção sincera e sem esperar nada em troca.
Agora que você se foi,
viva para sempre em nossos corações.
Tá, meu bem?


(Júlio B.)
www.000webhost.com