Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Erro Sub-Primário

E agora você se descabela até à morte!
Pois pegue o que você conseguiu por pura sorte,
no oportunismo da crista de uma onda moribunda,
e saia logo com o rabinho entre as pernas,
já que no fundo você nem deveria ter entrado.
A euforia espumante já efervesceu da água,
seu sucesso era falso e seu orgulho será mágoa.
Quando dois mil e dezessete chega em dois mil e oito,
aí você abaixa o topete e se debate no aquário, afoito.
Foi um erro primário, meu caro,
você achando que tinha um bom faro,
achando que seria duradouro,
achando ter encontrado sua mina de ouro,
tolinho, você nunca teria tais percepções,
mas nos peitos aqui sempre bateram corações.


(Júlio B.)
www.000webhost.com