Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


A Gosto De Quem?

Passou.
A dor, o sabor, o calor.
Passou, todo mundo sabe que tudo passa.
Mas as lágrimas voltaram, escorreram pela face,
no último instante, e foi só um instante:
o ato final de um longo período de desmotivação.
Por que hesitei? Por que cedi? Eu não sei.
Por que voltei? Por quem voltei?
Não há ninguém.
Quase nunca houve.
Sei que as cócegas internas se atiçaram novamente.
Corpo e mente se alinham num único intuito: criar.
A água da fonte em minha cabeça entrou outra vez em ebulição,
o vapor sai agora como olhares perdidos,
a gosto de quem, eu não sei,
mas um dia sairá como música, como poesia, como luz...


(Júlio B.)
www.000webhost.com