Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Meia-Lua De Sangue

O tempo todo tentando cansa.
Um descuido e a gente dança.
Deixe uma aresta e ela engancha.
Abaixe a guarda e sinta a lança.
Relaxe o punho e veja a mancha.

Todo mundo é meio Sancho Pança
e meio Dom Quixote de La Mancha,
quem não quer a bem-aventurança?
Livrar o mundo de tanta matança?
Trazer de volta a todos confiança?

Olhe para o céu, a lua mansa,
a metade que a vista alcança:
o mundo todo é uma trança!
O tempo todo o mundo avança.
O sangue desenha em mim sua nuança.


(Júlio B.)
www.000webhost.com