Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Sistema Maldito

Sistema maldito,
que acaba comigo, que me suga, vampiro,
que abafa o meu grito de instinto aflito,
sim, é isso que digo: é fogo, é perigo!
É caçador despercebido, um parasita furtivo.
Arrogante mendigo,
exige sempre altivo aquilo que consigo,
o tempo e a libido, e o que mais for preciso.
Eu cedo doído,
o orgulho ferido, o ímpeto vencido,
de novo passivo ao remédio nocivo,
eu sei que preciso, eu também preciso,
mas eu não mendigo.
Calculo o perigo, enfrento o castigo,
mas só enquanto espero vivo
o que virá de bonito além desse sistema maldito.


(Júlio B.)
www.000webhost.com