Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Como Os Sertões Anseiam A Chuva

As andorinhas sentem.
Os joelhos das videntes sentem.
Os barômetros sentem.
As previsões do tempo tentam.
As paredes mentem.
Os corações da gente sentem:
uma eletricidade diferente,
o vento rompante,
olhos inconstantes,
a atmosfera pesada,
a precipitação iminente,
a transformação no horizonte,
o dia poente,
esta saudade pulsante.


(Júlio B.)
www.000webhost.com