Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Curitiba

Agora sinto na pele o frio ameno que lá seria até demais,
a falta que tudo de lá me faz!
E tudo mais, tudo mais.
A vida que era mais minha, e não fugaz.
Eu, que era mais leve, audaz, perspicaz,
aliás, até a neve lá sem mim deu sinais.
Agora, o tempo é que é voraz.
Tudo correndinho, sem mais saudações cordiais,
agora só soluções triviais.
Dançandinho? Não, não mais.
Toda essa saudade que não me deixa em paz.
E tudo mais que a minha ausência traz.
Sei que fui até onde fui capaz.
Mas eu queria mais, muito mais.
O frio que lá faz...
E tudo mais o que deixei pra trás,
e todos aqueles piás...


(Júlio B.)
www.000webhost.com