Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Volúpia

O novo sonho começa agora.
Em desejos que não se aguentam nas calças,
em vontades que não se escondem na face.
Começa, porque assim me abasteço
de vida.

E me contorço na cadeira,
e me enrosco em mim mesmo,
de vontade de sentir de novo
o gozo de toda beleza do mundo
num sorriso.

Transpiro um anseio em cada poro,
um ardor que fica difícil de esconder.
E é nessa ansiedade que padeço,
e me abasteço, porque é assim que eu começo
o sonho.


(Júlio B.)
www.000webhost.com