Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Um Duelo Entre Crenças E Dias Chuvosos

Eu não preciso, não quero as suas regras,
posso usar um pouco mais a cabeça!
Hoje eu estou bem, foi um dia chuvoso.
A respiração insiste em continuar,
assim como minha exaltada dor adormecida.
Também dormem os meus desejos...
Por que adio a esperança?
Eu não sei o que fazer, pra onde correr.
Procuro uma saída, mas onde?
Choveu o dia inteiro e nem houve trovões.
É o frio que me deixa tão à flor da pele,
caramba, por que eu continuo sozinho?
Queria era um abraço num dia frio como esse.
Sinceramente, creio que não mereço essa solidão.
E não venha me vender as suas crenças!
Desde o início fui condicionado a obedecer,
mas já me livrei dessas correntes.
O que acredito é construído comigo,
fruto de um duelo entre tudo o que sinto.
Os pingos de chuva contra o vidro me distraem,
sinto clara como um relâmpago a mudança em mim.
Eu não preciso ser o que vocês dizem,
e não é por castigo que estou sofrendo.
Eu me permito ser o que sou,
e sofro por não ter um amor.
Mas eu ainda vou encontrar um...
Ah, vou!


(Júlio B.)
www.000webhost.com