Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Fantasma Em Outra Cor

Era quase o mesmo brilho.
Talvez mais jovem, mais bonito, mais longo,
mas a essência era a mesma.

Por pouco não me atirei como em sonho.
Mas lá estavam os opostos juntos.
E lá estava eu sobrando.

Esquecer, esquecer, esquecer...
Está além do meu controle.
Como esquecer?
Nem tangível é.

Toda a linha do queixo era a mesma.
O displicência no olhar...
A consciência da perfeição...
A irritante perfeição que não é pra qualquer um.


(Júlio B.)
www.000webhost.com