Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


O Que Se Abriu?

O coração continua aberto.
A vontade também.

O que de novo se abriu então?
Os caminhos, talvez.
Mas o preço dos pedágios ainda é caro demais para alguns sentimentos.
Guardo-os com carinho enquanto envelhecem comigo.

Amor não tem data de validade, ou tem?
Espero que não.
Espero ser ainda capaz de amar quando eu tiver a chance de fazê-lo.
E farei com todo o zelo do mundo.

As ideias também se abriram.
Novos conceitos se fizeram e alguns velhos caíram por terra.
Quem erra, quem acerta, nem importa mais.
É assim mesmo a cada ano, ou não?
Mas ainda espero que se abra a possibilidade de ser feliz.

O que mais se abriu?
A segurança, eu acho, se partiu.
Não estou mais tão cheio de mim.
Na verdade, no início disso tudo, eu tive tanto medo de me quebrar.

Mas eu me mantive.
E um buraco no peito não se abriu.
E mais um abril se põe em uma pacata tarde de outono.


(Júlio B.)
www.000webhost.com