Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim


Imprevisível

Não há luz para me guiar
nesse túnel chamado vida.
Talvez eu esteja perdido,
mas não desisto da corrida.

É que eu sempre fui sozinho
e otimismo foi minha saída.
Meus passos são por ímpeto
e dou o sangue pela vida.

Ninguém pode me aparar
na descida desse abismo.
Então salto sem paraquedas,
o plano de voo é o improviso.

É que eu sempre fui sozinho,
o que causou tanto tropeço.
Mas eu sempre levanto e faço
de qualquer queda um recomeço.

Eu sei, não há fim nesse túnel,
mas não acredito em impossível.
Os meus desejos são meus passos,
e assim me faço imprevisível.


(Júlio B.)
www.000webhost.com