Home | Verses | Proses | Songs | About Me


E Não Morreram Infelizes Para Sempre

Telas nas janelas
e ao redor nada cortante.
Sem tiro, nem tranquilizantes.
Tratado como se fosse um doente.

Camas sem lençóis,
sobre as quais corpos dormentes.
Sem fome, nem entorpecentes.
Sem vontade de dar o passo seguinte.

Sem tiros no peito
e ao redor nenhum ouvinte.
Bilhetes e cartas com requintes.
E vivendo sem mais horizontes.

Sem cacos de vidro.
Sem viadutos ou pontes.
Querendo pílulas aos montes.
Sem direção, mais um transeunte.

Ao desistir da vida,
não há nada que se junte.
Sem resposta pra nada que se pergunte.
Sem adiar o que não vai adiante.

Telas nas janelas
e ao redor nada cortante.
Sem tiro, nem tranquilizantes.
Tratado como se fosse um doente.


(Júlio B.)
www.000webhost.com