Home | Verses | Proses | Songs | About Me


Um Balão Veio Até Mim

Descendo a rua no vento sem cercas,
vindo até mim de ego inflado, ar insólito,
não, não era um sonho: era vermelho.

Eu quis, eu forcei, eu cedi, eu mudei,
mudei, e mudei, e mudei,
e ainda não encontrei o que queria, eu sei.
Mas quem sabe o que virá até mim numa outra rua?

As horas continuam trotando a galope,
mas o cavaleiro a guiar é o meu esforço.
Porque não vai ser por falta dele,
porque não vai ser por falta de nada,
de ninguém,
que eu não vou vencer essa solidão.


(Júlio B.)
www.000webhost.com